11 Preservativos:
De Pedro a 23 de Setembro de 2009 às 12:47
Quando fores sogra como vai ser?
:)


De AGaja a 23 de Setembro de 2009 às 13:10
"Vou ser igual" é uma resposta que não estás à espera pois não? :p



De mfc a 23 de Setembro de 2009 às 20:17
Mas afinal a diferença entre Mãe e Sogra... é apenas de perspectiva, já qu ese trata da mesmíssima pessoa!
Esquizofrenia?!
Talvez!
Pode ser atenuada... mas nunca eliminada.


De OGajo a 24 de Setembro de 2009 às 18:58


De blue258 a 28 de Setembro de 2009 às 14:28
Nem de propósito - tipos de sogras. Ainda ontem falei nisso - espero ansiosamente o próximo post!

O sofá é sem dúvida a única existência e prioridade - deles. Não há volta a dar.

Ensinar? Pois... temos de buscar essa força, essa paciência - todos os dias.
O engraçado é que quanto mais mãe-galinha elas são - as sogras - maior tem de ser o nosso esforço. E a nossa paciência?!

Adorei o texto. Espero o próximo - tão bom ou melhor que este!


De AGaja a 29 de Setembro de 2009 às 10:56
Paciência pois! E quando falta? É que nem sempre se vê a luz ao fundo do túnel. :P
Obrigado pela visita. Volta sempre.


De Pedro a 8 de Outubro de 2009 às 23:20
Odiamos todas as sogras, menos a nossa mãe.

Um abraço


De Ana Luísa a 14 de Outubro de 2009 às 18:32
Serei a unica pessoa que gostou da sogra?
Aquela conhecia bem o filho... tão bem que ficava quase sempre do meu lado :)

Essa dava gozo até :D


De TA a 17 de Outubro de 2009 às 11:21
Não, não és a única. Eu também gostei da minha, que também conhecia bem o seu filho... Estou mais feliz por deixar o filho do que deixar a sogra lolol

Claro está, que filho é filho e temos que perceber a perspectiva delas....
No entanto concordo com a gaja, existem sogras que são OBRA...

Parabéns pelo artigo.


De Veronica Pires a 27 de Dezembro de 2009 às 00:52
Seria comico se não fosse trágico, a minha sogra, agora ex, diga-se de passagem, para além de encaixar-se perfeitamente no artigo acima, ainda arma-se em macumbeira/vidente e conta com algumas seguidoras fanáticas e solteironas ,o que é muito conveniente, uma vez que não gastam o dinheiro com seus gajos e sim a "colaborar" com a" igreja" da ex sogrinha.
Que querida!! Meu filho de tres anos agradece a destruição do nosso lar!


De feromoni a 15 de Junho de 2010 às 12:50
Parabéns pelas palavras, muito emocionante. a escrita é um meio de libertação da alma


Comentar post