Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

 

Se és Gajo e estás a ler estas palavras das duas uma, ou abriste levemente um sorriso porque até te costumas safar airosamente destes imbróglios, ou observas com mágoa a fotografia da tua ex namorada que te fez essa pergunta depois de rapar o cabelo. Claro que acabou contigo porque foste um inútil e não soubeste responder.

 

Homem que é homem conhece os sintomas. A gaja chega e dá-nos um beijo. Contudo, em vez de, como todos os dias, desatar a atafulhar-nos com inutilidades que lhe aconteceram ao longo do dia (Problemas com tampões e pelos encravados… Por aí), desta vez não! Nesse dia ela diz "Olá!"... E espera... Espera algo... Espera que digamos algo...

 

É então que começa...

Suores frios, gaguez imediata, batimentos cardíacos irregulares tipo manada de búfalos a descer a encosta. Vem aí a pergunta! Nós sabemos que vem, é uma questão de segundos...

Deixa já começar a olhar para ao cabelo. "ELA DEVE TER FEITO UMA MERDA QUALQUER NO CABELO!!". Procuramos então, já por instinto e sem grande eficácia e antes que seja, sequer possível, desconfiar seja do que for que eventualmente possa estar diferente... a cavidade bocal da gaja abre-se... E é reproduzido um som...

 

"Não reparas em nada diferente??"

 

"Tu és linda de qualquer maneira". Foi a única resposta decente que nós conseguimos arranjar para responder àquela que é a pergunta assassina do gajedo. Esta questão é colocada desde que existem as palavras que a compõem. Seria de esperar que alguém já tivesse congeminado meia dúzia de respostas alternativas que nos desenrascassem. Eu pedia àquela malta que inventa transistores de papel que se deixasse de merdas e começasse a pensar em coisas sérias.

 

"Tu és linda de qualquer maneira". Quem inventou esta resposta deve ter-se sentido o rei do mundo, o tipo mais inteligente à face da terra. "Calma lá!! Esta resposta não tem falhas. Mudou o cabelo? Está linda! Comprou roupa? Está linda na mesma. “É irrepreensível!” Terá pensado.

 

Deve porém, ter morrido pouco depois do ego inchado ou coisa que o valha, deixando-nos a todos, órfãos da sua genialidade. Chegou às nossas vidas e disse, "Tomem esta frase e agora desenrasquem-se". É como entrar numa máquina do tempo com um telemóvel e regressar ao passado. Mostramos a toda gente no séc. XV um aparelho que tira fotos, faz luzes e dá musica. Todos ficam fascinados e somos os maiores. Passados dois dias fica sem bateria e nunca mais nos serve para nada.

 

"Tu és linda de qualquer maneira" é o nosso telemóvel no século XV. Duvido é que se tenha aguentado dois dias, porque as gajas mudam uma merda qualquer a cada 20 minutos e à terceira o argumento já não pega. Esgotámos de tal forma o engodo, que hoje um gajo que responda "Tu és linda de qualquer maneira" tem como garantido um olhar fulminante e a certeza que as próximas erecções vão todas ser desperdiçadas no duche.

 

Não discuto que a nossa incompetência ao nível do diálogo sob pressão seja gritante, contudo, há uma resposta que não pode nunca ser dada. Situação:

 

AGaja: Notas alguma coisa?

OGajo: Não...

 

F#deu-se...

Ok que o nervoso as vezes dá para dizer merda, mas nunca o instinto primário nos pode atirar para tamanha imprudência. Responder "Não" é colocar uma rubrica num papelinho que diga assim "Eu indivíduo X sou atrasadinho mental de todo. Daqui só sai disparate, ser repositor de stocks no Pingo Doce é o objectivo supremo da minha vida e cheiro a presunto".

 

A resposta está em jogar na antecipação! Agir tipo cabeleireiro maricas. Observei-lhes o "modus operandus" e é o seguinte: Antes da gaja abrir o megafone é atacar logo:  

"Tás diferente, é o quê? (assumir ignorância não é problemático desde que anteceda um elogio) Tás mais magra? (o elogio) Tás gira!".

Eu sei que não vai ser fácil agir mariquinhas, mas pessoal… É encher o telemóvel de lembretes, agrafar post-its aos nós dos dedos, qualquer coisa.

 

Agora desenrasquem-se. Isto é capaz de nos aguentar mais umas horas.



publicado por OGajo às 10:55 | link do post | Colocar Preservativo | favorito

3 Preservativos:
De Gajo agradecido a 10 de Julho de 2009 às 12:18
De génio...! De génio gajo! :) Nós gajos comuns à procura de salvação num mundo onde as gajas plantam terríveis e maquiavelicas armadilhes te dizemos: Um grande bem hajas e obrigado por seres quem és!


De A Besta a 11 de Julho de 2009 às 10:07
Por mais estranho que pareça, temos muito a aprender com os panascas. Eles dominam de facto a arte do diálogo. Temos é de ter o cuidado de saber onde parar.


De http://shakermaker.blogs.sapo.pt a 29 de Julho de 2009 às 13:20
Ora viva!

Realmente essa frase é-nos muito útil e, para não se tornar repetitiva, podemos até compor variantes.

Eu tenho outra versão:
" - Querida, a mim interessa-me mais o teu interior... Todo lá dentro! "

Há uns tempos fui confrontado com uma observação:
" - Reparas mais nas mossas que faço no meu carro do que nos penteados que faço no meu cabelo. "

Obrigado pelo convite, isto está a ficar divertido!

Um abraço...
shakermaker



Comentar post

Aqui as perspectivas são diferentes… tão diferentes quanto um gajo e uma gaja podem ser
mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27



posts recentes

O Rabetinha que há em mim...

As Sogras… A Continuação.

Os Conselhos de Sue

Se a sogra fosse boa... N...

Às vezes prefiro ver o Dr...

És diabética? Não? Então ...

AS BANHEIRAS DAS GAJAS SÃ...

Não é um bicho de 7 cabeç...

NÃO REPARAS EM NADA DE DI...

Susan Boyle gosta do Pudi...

Cesto da Roupa

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Tic Tac
Quem Está?
online
SuperBlogsAwards
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Quem Bispa?
Tags

todas as tags

subscrever feeds